#NovembroAzul

#NovembroAzul

CUIDADO!

NEM TODO PRODUTO DIET OU LIGHT PODE SER CONSUMIDO POR DIABÉTICOS. PRESTE ATENÇÃO NOS RÓTULOS E VERIFIQUE SE, DE FATO, O PRODUTO NÃO CONTÉM AÇÚCAR OU GORDURA EM EXCESSO.

Adoçantes



O que são adoçantes dietéticos?

Adoçante dietético é um produto constituído a partir dos EDULCORANTES, que são responsáveis pelo sabor doce com as calorias reduzidas, possuem o poder de adoçamento muitas vezes maior do que o açúcar e são recomendados para dietas especiais.

ADOÇANTES NÃO CALÓRICOS

1) Sacarina
É o adoçante artificial mais antigo, descoberto em 1897 e usado desde 1900. É uma alternativa barata e pode ser usada em cozimentos; aproximadamente 200 vezes mais doce que a sacarose, é absorvida lentamente, mas não é metabolizada pelo organismo, sendo excretada de forma inalterada pelo rim. 

A GRAS ( Generally Recognized as Safe ) e a ADA ( American Diabetes Association ) recomendam uma ingestão de até 500 mg/dia de sacarina para crianças que equivale a 25 a 30 colheres de chá por dia e 1000 mg/dia para adultos que equivale 50 a 75 colheres de chá por dia.

2) Ciclamato
Descoberto em 1940, é cerca de trinta vezes mais doce que a sacarose. Normalmente está associado à sacarinanos adoçantes.

A dose diária máxima de ciclamato é de 40 mg por quilo de peso corporal. Mesmo ingerindo um frasco pequeno de adoçante diariamente, não se atinge a dose máxima. O ciclamato é permitido nos Estados Unidos, Canadá, Brasil e mais de quarenta países.

3) Aspartame
Descoberto em 1965, o aspartame é uma proteína adocicada produzida comercialmente a partir de dois aminoácidos encontrados normalmente nos alimentos: metil-éster-fenilalanina e ácido l-aspártico, e seus nomes comerciais são: Nutrasweetâ e Equalâ .

Aprovado pela FDA (Food and Drug Administration), órgão de controle de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos em 1981, fornece 4 calorias por grama. Por ser 180 a 200 vezes mais doce que a sacarose, só pequenas quantidades são necessárias para adoçar, e consequentemente sua contribuição calórica fica insignificante. Cada envelope de 1g equivale a 2 colheres de chá de açúcar, contento no máximo 4 calorias. Por sua vez, 2 colheres de chá de açúcar fornecem 40 calorias. Não deve ir ao fogo porque em altas temperaturas sofre uma reação que causa perda do sabor doce. Recomenda-se acrescentar o produto aos alimentos e líquidos após a retirada do fogo, apesar de não terem sido notadas alterações quando utilizado em preparações com leve aquecimento ou em recheio de bolo, tortas, etc. De preferência, deve ser misturado aos alimentos no momento do consumo.

A FDA estipulou em 50 mg por quilo de peso corporal a ingestão diária aceitável para o aspartame. Esta quantidade corresponde a aproximadamente 1% da quatidade que se mostrou não-tóxica em animais.

A única contra-indicação é para os portadores de fenilcetonúria. Esta anomalia é rara e geralmente é diagnosticada ao nascimento. Ocorre devido à incapacidade do organismo de metabolizar a fenilalanina, requerendo portanto controle da ingestão dietética desse aminoácido, que existe em muitos alimentos, por exemplo, leite, carne, pão etc. Concentrações de fenilalanina elevadas no sangue podem causar dano cerebral nos portadores dessa anomalia. O rótulo dos produtos adoçados com aspartame deve notificar ao consumidor a presença do aminoácido fenilalanina.

4) Acesulfame K
Descoberto em 1967, foi aprovado pela FDA em 1988 para uso em bebidas, sobremesas, gomas de mascar e adoçantes de mesa.

O Ace-K é um sal de potássio sintético. O corpo absorve mas não o metaboliza, o que significa que é eliminado tal como é ingerido. O Ace-K não eleva a glicemia. Pode ir ao fogo. A FDA estipulou a ingestão máxima em 15mg por kg de peso corporal/dia, o que equivale a uma colher de chá por quilograma de peso. Por exemplo se uma pessoa pesa 70 quilos pode consumir 1050 mg por dia deste edulcorante, ou seja 70 colheres de chá.

Pessoas com problema renal que nessecitam limitar a ingestão de potássio (K) devem estar cientes de que este produto contém pequenas quantidades de potássio.

5 ) Stévia
Steviosídeo é o adoçante extraído da stévia, planta originária da Serra do Amambaí, na fronteira do Brasil com o Paraguai. Foi identificada em 1905, mas suas propriedades edulcorantes há séculos eram conhecidas pelos índios guaranis. Em 1964, a stévia foi levada para o Japão, que em 1970 começou a produzir o steviosídeo, hoje largamente consumido no mundo oriental. O steviosídeo não é calórico e pode ir ao fogo. É o único adoçante de origem vegetal produzido em escala industrial.


ADOÇANTES CALÓRICOS

1) Frutose
A frutose é mais doce que a sacarose, e seu metabolismo inicial independe da ação da INSULINA. Por décadas, muitos diabetólogos e comitês, incluindo a American Diabetes Association (ADA), recomendaram restrição de açúcares simples, tais como frutose, na dieta de diabéticos. Essas recomendações foram baseadas em pesquisas conflitantes que sugerem que açúcares simples causam elevação rápida na glicemia. Em contraste, outros estudos mais recentes mostraram que a frutose, quando incorporada às refeições, não altera a glicemia, o que é explicado por sua lenta absorção intestinal. Seu conteúdo calórico é igual ao da sacarose (açúcar de mesa), devendo ser considerada na contagem calórica de dietas para obesidade. Seu alto potencial de adoçar torna a frutose um adoçante pouco calórico quando comparada com outros açúcares, já que são necessárias dosagens pequenas de frutose para se atingir um sabor adocicado.

2) Sorbitol, Manitol e Xylitol
São álcoois de açúcar obtidos comercialmente da redução da glicose (sorbitol) e frutose (manitol). Contêm teor calórico semelhante ao da sacarose (4 calorias por grama). Seu uso é permitido a diabéticos. Na deficiência de insulina, o sorbitol e o manitol podem ser convertidos em glicose, elevando a glicemia. Estes dois adoçantes, quando ingeridos em excesso por pessoas sensíveis a eles, podem causar diarréia. Deve-se procurar ingerir até 30 a 50g em doses parceladas por dia, embora alguns indivíduos não tolerem quantidades superiores a 10 gramas.O xylitol é um álcool de açúcar obtido da hidrogenação da xilose (tipo de açúcar). Contém 4 calorias por grama, mas é absorvido lentamente, resultando em pouca influência na glicemia. Altas doses podem levar à diarréia. É utilizado pela indústria em produtos de goma de mascar, dado o seu efeito não-cariogênico (formador de cáries). Os adoçantes (sorbitol, manitol, xylitol) são utilizados por indústrias na elaboração de produtos dietéticos. O sorbitol, vendido na sua forma pura, é recomendado para preparo de bolos.

EXEMPLOS

Acesulfame-K

extração
Produzido a partir de um
acido da família do acido acético.
quantas vezes adoça
125 a 250 (em relação a sacarose)
nome comercial
Classis
calorias/grama
Zero
causa caries
Não
indicado para diabéticos
Sim
palatabilidade
Percepção rápida e agradável, semelhante a glicose
estabilidade a temperatura
Perde o poder adoçante a 225° C

Aspartame

extração
Combinação química de dois aminoácidos(acido aspartico e fenilalanina)
quantas vezes adoça
43 a 400 (em relação a sacarose)
nome comercial
Finn, Gold, Slim, Sweet, Zero cal
calorias/grama
4Kcal
causa caries
Não
indicado para diabéticos
Sim
palatabilidade
Semelhante a sacarose
estabilidade a temperatura
Instável a temperatura superior a 180° C

Ciclamato

extração
Composto a base de um derivado de petróleo
quantas vezes adoça
30 a 140 ( em relação a sacarose)
nome comercial
Assugrin, Adocil, Zero cal
calorias/grama
Zero
causa caries
Não
indicado para diabéticos
Sim
palatabilidade
Sabor residual doce-azedo
estabilidade a temperatura
Estável a altas temperaturas

Esteovideo

extração
Folhas de estevia
quantas vezes adoça
25 a 300 (em relação a sacarose)
nome comercial
Steviaplus
calorias/grama
Zero
causa caries
Não
indicado para diabéticos
Sim
palatabilidade
Sabor residual de alcacuz
estabilidade a temperatura
Estável a altas temperaturas

  
Frutose

extração
Frutas e mel
quantas vezes adoça
0,8 a 1,8 (em relação a sacarose)
nome comercial
Frutose natural, Frutak
calorias/grama
4 Kcal
causa caries
Sim
indicado para diabéticos
Depende da avaliação medica
palatabilidade
Mais intensa que a sacarose
estabilidade a temperatura
Derrete mais conserva o sabor no calor

Glicose

extração
Frutas
quantas vezes adoça
0,6 a 0,8 ( em relação a sacarose)
nome comercial
Açúcar
calorias/grama
4 Kcal
causa caries
Sim
indicado para diabéticos
Não
palatabilidade
Perfil entre sacarose e frutose
estabilidade a temperatura
Derrete mas conserva o sabor no calor
  
Manitol

extração
Frutas
quantas vezes adoça
0,45 a 0,65 (em relação a sacarose)
nome comercial
-
calorias/grama
4 Kcal
causa caries
Não
indicado para diabéticos
Sim
palatabilidade
Efeito refrescante
estabilidade a temperatura
Alta


Sacarina

extração
Extraída de um derivado do petróleo
quantas vezes adoca
200 a 700(em relação a sacarose)
nome comercial
New Lowcucar, Assugrin, Doce Menor
calorias/grama
Zero
causa caries
Não
indicado para diabéticos
sim
palatabilidade
Gosto residual amargo e metálico
estabilidade a temperatura
estável

  
Sacarose

extração
Cana-de-açúcar e beterraba branca
quantas vezes adoça
1 (padrão)
nome comercial
Açúcar
calorias/grama
4 Kcal
causa caries
Sim
indicado para diabéticos
Não
palatabilidade
Rápido impacto de doçura 91-2 segundos)
estabilidade a temperatura
Derrete mas conserva o sabor no calor

Sorbitol

extração
Frutas e algas vermelhas
quantas vezes adoça
0,5 a 0,7 (em relação a sacarose)
nome comercial
Gold
calorias/grama
4 kcal
causa caries
Não
indicado para diabéticos
Sim
palatabilidade
Efeito refrescante
estabilidade a temperatura
Estável

Sucralose

extração
Molécula modificada da sacarose
quantas vezes adoça
400 a 800 (em relação a sacarose)
nome comercial
Splenda
calorias/grama
Zero
causa caries
Não
indicado para diabéticos
Sim
palatabilidade
Percepção rápida e mais persistente que a sacarose
estabilidade a temperatura
alta

Adoçante na dose certa
Veja a dose diária recomendada (basta multiplica-la pelo seu peso). Para não ultrapassa-la, a industria vem introduzindo o conceito de blends, misturas que levam três ou mais edulcorantes na formula.
Edulcorante
Limite (em mg/Kg)
Acesulfame-K
15
Aspartame
40
Ciclamato
11
Estevia
5,5
Frutose
Não existe limite
Sacarina
5
Sucralose
15

Regra prática
Uma mulher que pese 60 kg pode tomar no máximo por dia 
Edulcorante
Limite (em mg/Kg)
Consumo maximo p/dia para esta mulher(60Kg)
Aceculfame – k
15
900
Aspartame
40
2400
Ciclamato
11
660
Estevia
5,5
330
Frutose
Não existe
-
Sacarina
5
300
Sucralose
15
900




5 comentários:

  1. Atençao com o aspartame!!!

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u13443.shtml

    ResponderExcluir
  2. Bom dia gostaria de contribuir ...meu medico pediu que so consumisse adocante de sucralose, pois é o unico que nao causa danos aos rins e em geral no futuro, abraços

    ResponderExcluir
  3. Bom dia gostaria de contribuir ...meu medico pediu que so consumisse adocante de sucralose, pois é o unico que nao causa danos aos rins e em geral no futuro, abraços

    ResponderExcluir
  4. gostaria de saber quais os doces de frutas q fazem mal ao diabéticos

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Olá. Obrigada por visitar o Diabetes & Deleites. Se quiser resposta ao seu comentário, por favor, deixe um email para contato ou utilize o formulário específico da página contato. Um abraço.

Juntos pelo Diabetes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...